Palestrantes

Palestrantes já confirmados

Dr. Pablo Daniel Spalletti

Codirector de Becas de Formación Superior del Instituto Nacional del Agua. Presidente da LAD IAHR (atualmente). Presidente da INA, Argentina. Integrante del equipo de trabajo en más de 40 proyectos en el Instituto Nacional del Agua, de los que há participado en la confección de más de 60 informes técnicos y científicos. Profesor Honorario en la UPAO, Trujillo, Perú. Docente de cursos de post-grado en Argentina (Mendoza, Tucumán y Buenos Aires), Venezuela (MéridaCurso Pre-Congreso del XXII Congreso Latinoamericano de Hidráulica) y España (Barcelona). Participó en más de 50 estudios y proyectos de Ingeniería en el Ámbito Privado. Codirector de 6 Becas de Formación Superior del Instituto Nacional del Agua. Integrante del equipo de trabajo en más de 40 proyectos en el Instituto Nacional del Agua, de los que ha participado en la confección de más de 60 informes técnicos y científicos. Profesor Honorario en la UPAO, Trujillo, Perú. Docente de cursos de post-grado en Argentina (Mendoza, Tucumán y Buenos Aires), Venezuela (MéridaCurso Pre-Congreso del XXII Congreso Latinoamericano de Hidráulica) y España (Barcelona). Participó en más de 50 estudios y proyectos de Ingeniería en el Ámbito Privado.

Dr. Geraldo de Freitas Maciel

Professor Titular na UNESP, FE Ilha Solteira. Atua no Departamento de Engenharia Civil desde 1994. Atualmente é Vice-Coordenador do Curso de Engenharia Civil. Professor no Mestrado e Doutorado do PPGEM Programa de Pós-Graduação de Engenharia Mecânica e do ProfÁgua (Agência Nacional de Águas): Programa de Mestrado Profissional em Rede. Orientador de Mestrado e Doutorado. Professor Visitante no Institut National des Sciences Appliquées de Toulouse - França. Atuou no Insa de Toulouse (Génie Mathématique) como responsável de disciplina de Mecânica dos Fluidos e Aerodinâmica de 1999 a 2013. Coordenador de Projeto Brafitec Unesp-Insa (Capes-CDEFI): de 2010-2013. Coordenador na Unesp de vários Acordos de Pesquisa em Rede com IES brasileiras através do PROCAD (Unesp, UFRJ, UNIFEI, UFRGS, UFRN) e com IES de Portugal (IST, Laboratório LNEC) através do Capes-Grices, Capes FCT. Coordenador de Projeto de Pesquisa Fapesp-CNRS (França) - 2006-2008. Graduado pela Escola Politécnica da UFRJ - Engenharia Civil (1984), Mestre em Engenharia Oceânica pela COPPE - UFRJ (1986) e Doutorado em Mecânica - Université Joseph Fourier - Grenoble I (1991). Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Hidráulica, atuando principalmente nos seguintes temas: Hidráulica Geral, Recursos Hídricos, Barragens, Escoamento com superfície livre - fluidos Newtonianos e Não-Newtonianos - Análise teórico-numérico-experimental, Reologia de Fluidos e de Materiais Cimentícios e Poliméricos. Mudanças Climáticas, Riscos e Catástrofes Naturais. Etnografia de Catástrofes (interface das Engenharias com as Ciências Sociais). Incentivador dos novos dispositivos e técnicas de Engenharia Digital (BIM) na formação de Engenheiros. Pela Mobilidade Internacional consequente de Estudantes e Internacionalização Crossborder e at home. Atividades de ensino e tutoria a distancia desde 2017 com o Grupo Insa - França.

Dr.ª Flávia Gomes de Barros

Possui mestrado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é Superintendente de Fiscalização da Agência Nacional de Águas. Superintendente de Fiscalização Superintendente Adjunta de Regulação Gerente Executiva CGE IV junto à Superintendência de Apoio à Gestão I - fiscalizar o uso de recursos hídricos nos corpos de água de domínio da União, mediante o acompanhamento, o controle, a apuração de irregularidades e infrações e a eventual determinação de retificação, pelos usuários, de atividades, obras e serviços; II - fiscalizar as condições de operação de reservatórios por agentes públicos e privados, visando a garantir o uso múltiplo dos recursos hídricos, conforme estabelecido nos planos de recursos hídricos, marcos regulatórios e em outorgas concedidas; III ? fiscalizar o atendimento aos dispositivos legais relativos à segurança das barragens sob jurisdição da ANA; IV - fiscalizar os serviços públicos federais de adução de água bruta e os contratos de concessão de serviços públicos de irrigação; V - recepcionar denúncias e realizar ações de fiscalização em caráter de urgência, mantendo regime de sobreaviso; VI - propor normas para disciplinar as ações de fiscalização de uso de recursos hídricos, incluindo a aplicação de penalidades; VII - subsidiar a SGI na estruturação e na implementação do Cadastro Nacional de Usuários de Recursos Hídricos - CNARH junto ao SNIRH; e VIII ? realizar ações visando a garantir o cumprimento das condições e condicionantes de uso de água definidas nas Declarações de Reserva de Disponibilidade Hídrica- DRDH e outorgas. 

Dr. Tobias Bernward Bleninger

Possui doutorado em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental do Karlsruhe Institute of Technology (2006) na Alemanha e graduação em Engenharia Civil com especialização em Hidráulica e Meio Ambiente da mesma universidade. Trabalha como professor em Mecânica dos Fluidos Ambiental e Matemática Aplicada na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Tem experiência na área de Hidráulica e Mecânica dos Fluidos, aplicando métodos numéricos, fazendo medições em campo e em laboratório. Temas de pesquisa principais são estudos de emissário submarinos, projetos de hidráulica de hidrovias, fenômenos de transporte em reservatórios e transporte de sedimento utilizando métodos inovadores (PIV, LISST, ADCP). Membro de corpo editorial: Water Science and Technology-Water Supply; Journal of Applied Water Engineering and Research; Water Science and Technology. Revisor de projeto de fomento: 2020 - 2020Agência de fomento: Research Council Sultan Qaboos University2018 - 2018Agência de fomento: Kuwait Foundation of the Advancement of Sciences2014 - AtualAgência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico2014 - 2014Agência de fomento: National Research Foundation Singapore2009 - 2009Agência de fomento: Massachusetts Institute of Technology. Prêmios: Robert Alfred Carr Prize, Institution of Civil Engineers; Prêmio Ehrensenator Huber, Fundacao Ehrensenator-Huber.

Dr. Marcelo Giulian Marques

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1980), Mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e Doutorado pelo Département de Génie Civil - Université Laval (1995) - Canadá. Professor nos PPGs Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental e ProfÁgua. Atua em atividades de ensino, pesquisa e extensão nas seguintes áreas: obras hidráulicas, barragens, dissipadores de energia, aproveitamentos hidrelétricos, eficiência energética e hidráulica, mecanismos de transposição de peixes e inspeção e segurança de barragens. Também coordena o Laboratório de Obras Hidráulicas (LOH) e o Laboratório de Eficiência Energética e Hidráulica no Saneamento (LENHS) do IPH/UFRGS. Livro publicado: MARQUES, M. G.; CHAUDHRY, Fazal H (Org.) ; REIS, Luisa Fernanda Ribeiro (Org.) . Estruturas Hidráulicas para Aproveitamento de recursos hídricos. 1. ed. São Carlos: Rima, 2004. v. 2. Membro de comitê de assessoramento: Comitê Brasileiro de Barragens. Capítulos de livros mais importantes: (1) AMRI, A. E. ; MAJDOUB, R. ; VERRETTE, Jean Louis ; MARQUES, M. G. . Hydraulic Energy Dissipator: A case for the standard Roller Bucket. Dams Strucuture, Performnce and Safety Management. 0ed.New York: Environmetal Science, Engineering and Technology, 2013, v. , p. 121-147.; (2) GOMES, Jaime Federici ; AMADOR, Antônio Táboas ; MARQUES, M. G. ; MATOS, Jorge ; SÁNCHEZ-JUNY, Martí . Hydrodynamic Pressure Field on Steeply Sloping Stepped Spillways. In: Jorge MATOS; Hubert CHANSON. (Org.). HYDRAULIC STRUCTURES: A CHALLENGE TO ENGINEERS AND RESEARCHERS. Queensland Brisbane QLD 4072: The University of Queensland,, 2006, v. 1, p. 71-80.

Dr. Herlander da Mata Fernandes Lima 

Editor Associado da REM. INTERNATIONAL ENGINEERING JOURNAL (Thomson Reuters - ISI-JCR), membro do corpo editorial de SUSTAINABILITY (Thomson Reuters - ISI-JCR) e revisor de diversos periódicos da Elsevier, Springer e Wiley, tendo recebido o Certificate of Outstanding Contribution in Reviewing for the JOURNAL OF PETROLEUM SCIENCE AND ENGINEERING (JPSE) em 2017. Um dos seus artigos publicados no JPSE é mencionado em 2 patentes do French Institute of Petroleum (Grant US-8818781-B2; Application US-20110308792-A1). Exerce função docente na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) e de Pesquisador no Centro de Recursos Naturais e Ambiente (CERENA) do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST/ULisboa). Docente orientador em programa de Pós-Graduação na UFABC. Experiência concentrada essencialmente nas áreas de Engenharia Civil (Hidráulica & Recursos Hídricos), Ambiental e de Minas; Sustentabilidade Ambiental e Social, bem como em Planejamento e Gestão do Território. No que concerne à formação académica, salientam-se a Graduação em ENGENHARIA DE RECURSOS HÍDRICOS pela Universidade de Évora (1998), Especialização em HIDRÁULICA E RECURSOS HÍDRICOS pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa IST/ULisboa, Mestrado em GESTÃO E POLÍTICAS AMBIENTAIS pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa FCT/UNL (2004) e Doutoramento em CIÊNCIAS DE ENGENHARIA (área científica: Engenharia Civil e Minas) pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (2006).

Dr.ª Monica Fossati

Universidad de la República de Uruguay, Montevideo, Uruguay. Professor del Instituto de Mecánica de Fluidos e Ingeniería Ambiental (Facultad de Ingeniería). Doctorado en Ingeniería (Mecánica de los Fluídos Aplicada) (2008 - 2013). Areas de actuación: Ciencias de la Tierra y relacionadas con el Medio Ambiente /Oceanografía, Hidrología, Recursos Acuáticos /Dinámica de estuários; Ingeniería del Medio Ambiente /Ingeniería Oceanográfica /Hidráulica Marítima e Ingeniería de costas; Ingeniería del Medio Ambiente /Ingeniería Oceanográfica /Modelación numérica flujos a superficie libre. Universidad de la República/ Facultad de Ingeniería - UDeLaR / IMFIA - Instituto de Mecanica de los Fluidos e Ingenieria Ambiental / Uruguay. Principais artículos publicados: Salinity temporal and spatial variability scales of a micro-tidal large estuary (Completo, 2021)+Water-quality data imputation with high percentage of missing values: a machine learning approach (Completo, 2021); Influence of Land Use/Land Cover on Surface-Water Quality of Santa Lucía River, Uruguay (Completo, 2020); Mesoplastics and large microplastics along a use gradient on the Uruguay Atlantic coast: Types, sources, fates, and chemical loads (Completo, 2020); Assessing temporal and spatial patterns of surface-water quality with a multivariate approach: a case study in Uruguay (Completo, 2020).

Dr. Geraldo Wilson Junior

Engenheiro Químico pela UFMG em 1967. Mestre em Ciências e Técnicas Nucleares (UFMG-1972) com créditos obtidos na UFMG-CCTN (1968) e no Programa de Engenharia Civil da COPPE/UFRJ (1969), e estudos experimentais realizados no IPH/UFRGS (1971). Engenheiro Pesquisador do Instituto de Pesquisas Radioativas da CNEN de 1968-1987, onde desenvolveu com o Prof. Vojislav Vukmirović da Faculdade de Eng. Civil de Belgrado, e apoio da AIEA, metodologia para descrição do movimento sedimentar com uso de traçadores radioativos e métodos clássicos hidrossedimentológicos. Como coordenador do projeto da OEA: "Medida da Massa de Sedimento Transportada na Bacia Hidrográfica do Rio da Prata", aplicou a metodologia (1973-1978) ao "Estudo do Movimento de Sedimentos na Bacia do Rio Ivai, no Noroeste do Paraná, e em Quatro de suas Sub-bacias", caracterizando diferentes tipos e ocupações do solo. Engenheiro pesquisador convidado do "Comissariat à l?Energie Atomique de France-CEA", trabalhou seis anos no Centro de Estudos Nucleares de Saclay (1977-1982), sobre o movimento sedimentar, tanto em Canais de Laboratório como em Ambientes Fluvial, Estuarino e Marinho, na França e Bélgica. Neste período realizou pesquisas de sua tese de "Doctorat d?Etat ès Sciences Physiques: Etude du Transport et de la Dispersion des Sédiments en tant que Processus Aléatoires", aprovada em 1987 na Universidade Paris VI. Os trabalhos experimentais foram realizados no Laboratório Central de Hidráulica da França (LCHF). Obteve Menção Máxima: ?Très Honorable avec les Compliments du Jury?, pelas originalidades teórica e experimental. De 1987-89 estruturou e foi diretor técnico da Divisão de Hidrotecnia da ENGEVIX S.A., em BH/MG, tendo realizado trabalhos hidrológicos e sedimentológicos em bacias hidrográficas. Co-fundador e professor (1990-98) do Curso de Especialização em Engenharia de Barragens (CEEB), da Escola de Minas da UFOP. Desde 1992 presta serviços à COPPE/UFRJ, como professor visitante do Programa de Engenharia Civil (PEC), e a partir de 1996, como professor concursado do Programa de Engenharia Oceânica (PENO), aprovado com Nota 9,9. Realizou dois Pós-Doutorados: 1993-1995, na COPPE/UFRJ, apoio CNPq, sobre o Movimento de Sedimentos Coesivos em Ambientes Estuarinos; 2008-09, na "Maison de la Télédétection, Montpellier, France", apoio CAPES-COFECUB, "Applications des Techniques de Traitement des Images Sattelitales aux Descriptions des Processus Sédimentologiques et Morphologiques dans les Bassins Versants". Possui experiência em Processos Sedimentológicos e Morfológicos em Ambientes Fluvial e Estuarino, tendo trabalhado no Brasil: rios Ivai e Paraná (PR), Canal de São Gonçalo (RS), Rio Sergipe (SE), Rios Pardo, Jequitinhonha, Salinas, Grande, São Francisco, Ressaca e Sarandi (MG e BA), Rio Iguaçu e Canal de São Francisco (RJ), Rio Apiacás, Paraguai e Sucuriú (MT e MS), e Rio Madeira (RO); e na França: rios La Loire, Garonne-Gironde e Seine. Trabalhou também em Ambientes Costeiros e Portuários, no Brasil: Portos do Rio de Janeiro e Sepetiba, Canal São Francisco (RJ), Aracaju (SE), Suape (PE), Rio Grande (RS), Aracruz (ES); na França: Porto de Nantes, e, na Bélgica: Porto de Zeebrugge. Atua nas áreas de Recursos Hídricos, Escoamentos com Superfície Livre e Movimento de Sedimentos: como Processos Aleatórios, com uso de traçadores, sensoriamento remoto, GIS, e métodos clássicos; em aplicações de Engenharias Civil, Costeira e Ambiental. Possui vários cursos nacionais e internacionais de especialização e de formação contínua. É membro dos corpos técnicos da Comissão de Engenharia de Sedimentos da ABRHidro; da World Association for Sedimentation and Erosion Research ? WASER; da International Association of Hydrological Sciences - IAHS, e membro fundador da Rede de Institutos Nacionais Ibero-Americanos de Engenharia e Pesquisas Hidráulicas, como representante do Brasil e COPPE-UFRJ. Seus trabalhos futuros incluem a redação e edição de dois livros sobre hidrossedimentologia.

Dr. Adelmo Lowe Pletsch

Possui Licenciatura Plena em Química - Centro Universitário Diocesano do Sudoeste do Paraná - UNICS (1997); Especialização em Ensino de Ciências - Química, pela Universidade Estadual do Centro-Oeste-UNICENTRO, (1999); Mestrado em Química dos Recursos Naturais, pela Universidade Estadual de Londrina-UEL, (2002); Doutorado em Química Analítica, pela Universidade Federal da Bahia - UFBA, (2006). Atualmente é professor da Graduação e Permanente da Pós-graduação em Tecnologias Ambientais e do programa em Recursos Naturais e Sustentabildade da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR. Tem experiência na área de Química Geral e Analítica, com ênfase em Análise de Traços e Química Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: metodologias analíticas, gestão de laboratório, tratamento de água, caracterização e monitoramento ambiental, carbono orgânico, disruptores endócrinos, sedimento, solo, metais, organoestânicos, antibióticos e antidepressivos.

Dr. Guilherme Fernandes Marques

Professor Associado do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Coordena o Núcleo de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos do IPH - GESPLA. Tem experiência na área de Recursos Hídricos, com ênfase em Planejamento Integrado dos Recursos Hídricos e técnicas de análise de sistemas e otimização. Interesses em pesquisa: Modelagem hidro-economica de sistemas hídricos, economia de recursos naturais, aperfeiçoamento de instrumentos de gestão (cobrança, outorga, enquadramento, planos de bacia, sistema de informações, marcos regulatórios, alocação negociada e outros), otimização da operação de sistemas hidrelétricos integrados ao atendimento de demandas ambientais, otimização do uso integrado de aguas superficiais e subterrâneas, otimização da operação de reservatórios.

Ing. Gian Franco A. Morassutti Fabris

Graduado de Ingeniero Civil. Opción Hidráulica en la Universidad Central de Venezuela (1985), con Cursos de Postgrado en Ingeniería Hidráulica en la Universidad Central de Venezuela (1989). Profesor universitario en la Universidad Católica Andrés Bello, Caracas, durante 10 años y en la Universidad de Carabobo, Valencia, durante 14 años, Venezuela. GALARDONADO CON EL PREMIO ZEROSION por su amplia trayectoria profesional en la elaboración y redacción de proyectos y su valiosa aportación educativa en situaciones muy difíciles en favor de la conservación de los suelos a través de la mejora de la hidrología de las cuencas. Bioingeniería del Paisaje (BPS Group - España - Octubre de 2019). Autor del Libro ESTRUCTURAS DE RETENCION DE SEDIMENTOS - Conceptos y experiencias en estructuras de retención de sedimentos y control de torrentes. Editorial Académica Española, https://www.eae-publishing.com - Publicado en: Noviembre 2019.  Autor del libro MANUAL DE DISEÑO DE ESTRUCTURAS DE CORRECCIÓN DE TORRENTES Y RETENCION DE SEDIMENTOS. Editorial: Ediciones de la U, Bogotá, Colombia. https:/edicionesdelau.com Autor: Gian Franco Morassutti F., Número de paginas: 534, Publicado en: Julio-2020. ISBN-9789587921830.